Poesia

Caraibeira

Vincent van Gogh. The Large Plane Trees (1889)

Qual caraibeira florescida
com vagens verdinhas e longas
surgi, depois d’um inverno quente
e longo verão brasil.

Com vergonha dos pardais
calei o canto rouco da manhã;
manhã que logo veio,
sem que percebesse meus olhos.

Poesia

Da chuva que cai

Childe Hassam. Rainy Day, Boston (1885)

Quão apressadas caem
essas gotas nos torrões.
Como quem sente saudade,
logo voltam a correr, seguem o curso
como fora em outrora.

Não sabeis, pois, que
a vida é hostil?
Ou apenas seguem essa
tirânica lei natural
de ir e vir… ir e vir…?